Por que devo vacinar?

27 de janeiro de 2023
Compartilhe:

A vacinação é um dos meios mais eficientes contra qualquer tipo de doenças. Sejam, vírus, bactérias, toxinas, doenças crônicas e infecciosas entre outras. A melhor forma de se prevenir e tratar esse tipo de situação é a vacinação. Separamos algumas dicas para você entender a necessidade de se vacinas, não é apenas uma proteção para você, mas sim para todos a sua volta.

Por que devo vacinar?

A vacinação é importante porque ajuda a proteger indivíduos e comunidades contra doenças infecciosas. Isso é alcançado através da exposição a uma forma enfraquecida ou inativada do vírus ou bactéria, o que permite que o sistema imunológico desenvolva uma resposta protetora sem que a pessoa precise ficar doente. Além disso, a vacinação em massa pode ajudar a interromper a propagação de uma doença, o que é conhecido como imunidade coletiva.

Qual a idade mínima para vacinar?

A melhor idade para começar a se vacinar varia de acordo com a vacina específica. Algumas vacinas são recomendadas para bebês, enquanto outras são destinadas a adolescentes ou adultos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que as vacinações comecem logo no nascimento. A vacinação de rotina de recém-nascidos inclui vacinas contra doenças como hepatite B, tétano, difteria, coqueluche, haemophilus influenzae tipo b (Hib), pneumococo, rotavírus e sarampo. Além disso, é importante seguir as orientações do calendário de vacinação recomendado pelo seu país, e lembrar de se vacinar todos os anos contra algumas doenças como gripe e pneumonia. E é sempre importante consultar o seu médico para saber qual é o melhor plano de vacinação para você e sua família.

Posso vacinar um recém nascido?

Sim, os recém-nascidos podem ser vacinados. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que as vacinações comecem logo no nascimento. A vacinação de rotina de recém-nascidos inclui vacinas contra doenças como hepatite B, tétano, difteria, coqueluche, Haemophilus influenzae tipo b (Hib), pneumococo, rotavírus e sarampo. Além disso, os recém-nascidos também podem receber a vacina contra o sarampo, caxumba, rubéola e varicela, se a mãe não estiver imune a essas doenças. É importante consultar o médico para saber qual é o melhor plano de vacinação para o recém-nascido e para se certificar de que ele está saudável o suficiente para receber as vacinas.

Vacinação na infância

A vacinação infantil é extremamente importante por várias razões:

  1. Proteção contra doenças graves: As vacinas protegem as crianças contra doenças infecciosas graves, como meningite, sarampo, poliomielite e coqueluche, que podem causar danos permanentes ou até mesmo levar à morte.
  2. Prevenção de epidemias: A vacinação em massa pode ajudar a interromper a propagação de uma doença, o que é conhecido como imunidade coletiva. Isso é especialmente importante em áreas onde as doenças infecciosas são comuns e podem se espalhar facilmente.
  3. Economia: A vacinação infantil pode ajudar a economizar dinheiro a longo prazo, pois evita o custo de tratamentos e internações hospitalares, além de reduzir a necessidade de faltar ao trabalho ou escola para cuidar de uma criança doente.
  4. Acesso Universal: A vacinação infantil é uma forma de garantir acesso universal a cuidados de saúde básicos, independentemente da renda ou localização geográfica.
  5. Desenvolvimento saudável: As vacinas ajudam a garantir que as crianças cresçam saudáveis e possam desfrutar de todas as oportunidades de desenvolvimento e aprendizado.

Existe um calendário de vacinação

O calendário de vacinação é um conjunto de recomendações elaboradas pelas autoridades de saúde para orientar a administração de vacinas para diferentes faixas etárias e grupos de risco. Ele estabelece as idades e as frequências recomendadas para a administração de cada vacina, bem como as vacinas que devem ser administradas de forma obrigatória.

As recomendações são baseadas em estudos científicos, análise de dados epidemiológicos e avaliação de riscos e benefícios. O calendário de vacinação é atualizado periodicamente para incluir novas vacinas, adaptar as recomendações para grupos de risco específicos e acompanhar a evolução das doenças infecciosas.

No Brasil, o calendário de vacinação é elaborado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde e é dividido em três fases: vacinação neonatal, vacinação infantil e vacinação de adolescentes e adultos. As vacinas são oferecidas de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e é importante seguir as recomendações do calendário para garantir a proteção contra as principais doenças infecciosas.

Existe argumentos para não vacinar?

Sim, existem alguns argumentos contra a vacinação. Algumas pessoas podem ter preocupações sobre a segurança das vacinas, enquanto outras podem questionar a eficácia ou necessidade de se vacinar. No entanto, é importante notar que a maioria desses argumentos não é baseada em evidências científicas e foram desmentidos por estudos e pesquisas médicas.

  1. Efeitos colaterais: Algumas pessoas acreditam que as vacinas podem causar efeitos colaterais graves, como autismo, doenças autoimunes ou problemas neurológicos. No entanto, estas preocupações foram desmentidas por vários estudos científicos e não há evidência científica para apoiar essas afirmações.
  2. Segurança: Algumas pessoas também podem ter preocupações sobre a segurança das vacinas, como a possibilidade de reações alérgicas ou efeitos colaterais graves. No entanto, as vacinas são rigorosamente testadas antes de serem aprovadas para uso e são continuamente monitoradas para garantir a segurança.
  3. Eficácia: Algumas pessoas podem questionar a eficácia das vacinas, acreditando que elas não são necessárias ou que a imunidade natural é suficiente. No entanto, as vacinas são comprovadamente eficazes na prevenção de doenças infecciosas e ajudam a proteger não apenas a pessoa vacinada, mas também aqueles ao seu redor.
  4. Necessidade: Algumas pessoas podem acreditar que as doenças que as vacinas previnem já não são uma ameaça para a saúde pública. No entanto, as doenças infecciosas continuam a ser uma preocupação global e, sem vacinação, elas podem facilmente se espalhar e causar epidemias.

É importante notar que a maioria desses argumentos não são baseados em evidências científicas e foram desmentidos por estudos e pesquisas médicas. E é importante sempre consultar um médico ou especialista em saúde para obter informações precisas e atualizadas sobre vacinação.

A importância da vacinação para a saúde publica

A vacinação é considerada uma das medidas mais eficazes para prevenir a disseminação de doenças infecciosas e proteger a saúde pública. Alguns dos benefícios da vacinação incluem:

  1. Prevenção de epidemias: As vacinas ajudam a proteger a comunidade contra a disseminação de doenças infecciosas, o que pode evitar epidemias e pandemias.
  2. Proteção para grupos vulneráveis: As vacinas são especialmente importantes para pessoas que são mais propensas a desenvolver complicações graves de doenças infecciosas, como crianças, idosos e pessoas com sistemas imunológicos comprometidos.
  3. Redução da morbidade e mortalidade: As vacinas ajudam a prevenir a ocorrência de doenças e reduzir a morbidade e mortalidade associadas a elas.
  4. Economia: A vacinação é uma forma eficaz e econômica de prevenir doenças e tratamentos, evitando gastos com assistência médica e perda de dias de trabalho.
  5. Eliminação ou erradicação de doenças: A vacinação tem sido fundamental para a eliminação ou erradicação de doenças como a varíola e a poliomielite.

Por meio da vacinação, é possível proteger a saúde pública de forma eficaz e segura, prevenindo epidemias e protegendo as pessoas mais vulneráveis. É importante destacar que a vacinação é uma atitude coletiva, quanto mais pessoas vacinadas, menos chances de propagar doenças e evitando epidemias.

O ato de se vacinar é individual, mas o benefício é coletivo. Conte com o Busca Vacina para cuidar da saúde da sua família. Assim como com qualquer doença, reforçamos: a prevenção é o melhor e maior remédio.

Redação BuscaVacinas
Redação BuscaVacinas

Falamos sobre Vacinação, Dicas de Cuidados com seus Pequenos e Informações utéis para o dia a dia de mamães e papais.

Receba em primeira mão ofertas e informações sobre vacinas para bebês e esquemas vacinais de todas as idades!

    Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de nossa Política de Privacidade. Para proteger seus dados pessoais respeitamos nossa Política de Privacidade. Ao seguir com a navegação e visita, você concorda com nossas Políticas.