Pneumonia: Cuidado e Prevenção

2 de fevereiro de 2023
Compartilhe:

A pneumonia é uma doença pulmonar, que pode trazer varias complicações para a sua saúde, existem varias formas de evitar esse tipo de doença, a vacinação é uma delas! Fique ligado nas dicas que o Busca Vacinas tem para você!

Afinal, o que é a Pneumonia?

A pneumonia é uma infecção no pulmão que pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos. Ela pode causar inflamação nos pulmões e pode levar a uma acumulação de líquido e pus na área dos pulmões, dificultando a respiração. Sintomas incluem falta de ar, tosse, febre, fadiga e dor no peito. A pneumonia pode ser tratada com medicamentos e, em casos graves, pode requerer internação hospitalar.

Diferentes tipos

Existem diferentes tipos de pneumonia, incluindo:

  • Pneumonia bacteriana: causada por bactérias, como Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae ou Legionella pneumophila.
  • Pneumonia viral: causada por vírus, como o vírus da gripe (influenza), o vírus sincicial respiratório (RSV) ou o vírus parainfluenza.
  • Pneumonia fúngica: causada por fungos, como Cryptococcus neoformans ou Aspergillus spp.
  • Pneumonia aspiracional: causada quando material estranho, como vômito, entra nos pulmões.
  • Pneumonia nosocomial: adquirida durante a internação em um hospital ou instituição de saúde.

Além disso, a pneumonia pode ser classificada de acordo com a localização dos pulmões afetados, como pneumonia lobar (afetando um ou mais lobos do pulmão) ou pneumonia intersticial (afetando o tecido pulmonar em todo o pulmão). O tipo de pneumonia e o tratamento dependerão da causa subjacente da infecção.

Sintomas mais comuns

Os sintomas da pneumonia incluem:

  • Tosse com expectoração de secreção (catarro)
  • Febre
  • Respiração ofegante ou falta de ar
  • Dores no peito ao respirar ou tossir
  • Fraqueza e cansaço
  • Náusea, vômito e diarreia (em casos raros)
  • Confusão, especialmente em idosos.

Os sintomas podem variar de leves a graves, dependendo da causa da pneumonia, da idade e do estado geral de saúde da pessoa. Se os sintomas piorarem ou se a pessoa tiver dificuldade para respirar, é importante procurar atendimento médico imediatamente.

Fatores de risco:

  • fumo: provoca reação inflamatória que facilita a penetração de agentes infecciosos;
  • álcool: interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório;
  • ar-condicionado: deixa o ar muito seco, facilitando a infecção por vírus e bactérias;
  • resfriados mal cuidados;
  • mudanças bruscas de temperatura.

Diagnóstico: exame clínico, auscultação dos pulmões e radiografias de tórax são recursos essenciais para o diagnóstico das pneumonias.

Como se prevenir

As seguintes medidas podem ajudar a prevenir a pneumonia:

  • Vacinação: Receber a vacina contra a pneumonia é a forma mais eficaz de prevenção. Existem diferentes tipos de vacinas, incluindo a vacina pneumocócica, que protege contra a pneumonia causada por pneumococos, e a vacina contra a gripe, que pode reduzir o risco de desenvolver pneumonia após uma infecção gripal.
  • Higiene das mãos: Lave as mãos frequentemente com água e sabão, especialmente antes de comer e depois de tossir ou espirrar.
  • Evite o contato próximo com pessoas com infecções respiratórias: Mantenha distância de pessoas com infecções respiratórias, especialmente se tiver algum fator de risco para pneumonia.
  • Mantenha uma boa saúde geral: Mantenha uma dieta equilibrada, pratique atividade física regularmente e evite o tabagismo e o consumo excessivo de álcool, pois isso pode aumentar o risco de desenvolver pneumonia.
  • Trate rapidamente infecções respiratórias: Procure atendimento médico imediatamente se tiver sinais de infecção respiratória, como tosse, febre e falta de ar.

Qual a vacina necessária?

Existem duas vacinas principais contra a pneumonia: a vacina pneumocócica e a vacina contra a gripe.

A vacina pneumocócica protege contra a pneumonia causada por Streptococcus pneumoniae, uma das principais bactérias responsáveis por causar a doença. É recomendada para adultos com mais de 65 anos, bebês e crianças, pessoas com doenças crônicas e imunossuprimidas, e para profissionais de saúde.

A vacina contra a gripe protege contra a infecção por vírus da gripe, que pode levar à pneumonia. É recomendada para todas as pessoas acima de 6 meses de idade, especialmente para grupos de risco, como idosos, pessoas com doenças crônicas e mulheres grávidas.

Procure um médico para saber se você precisa receber uma dessas vacinas e para discutir qual é a mais adequada para você.

Como funciona a vacina?

A vacina da pneumonia funciona estimulando o sistema imunológico a produzir anticorpos contra uma determinada bactéria ou vírus. Quando a pessoa é exposta ao vírus ou bactéria real no futuro, o sistema imunológico reconhece e combate rapidamente, prevenindo a doença ou tornando-a menos grave.

A vacina pneumocócica é feita a partir de partículas inativas ou enfraquecidas de Streptococcus pneumoniae, a bactéria responsável por muitos casos de pneumonia. A vacina contra a gripe é feita com o vírus da gripe inativo ou enfraquecido.

Após a vacinação, é comum que a pessoa sinta alguns efeitos colaterais leves, como dor no local da injeção, febre ou mal-estar. No entanto, esses efeitos costumam desaparecer rapidamente.

A vacinação é uma forma importante de prevenção da pneumonia e de outras doenças respiratórias graves. É importante seguir as recomendações do seu médico quanto à frequência e aos tipos de vacina que você precisa receber.

Cuidados pós Pneumonia

Se você foi diagnosticado com pneumonia, é importante seguir as recomendações do seu médico para ajudar a tratar a doença e evitar complicações. Alguns cuidados incluem:

  • Tomar medicamentos prescritos: Seu médico pode prescrever antibióticos para tratar a pneumonia bacteriana ou antivirais para tratar a pneumonia viral. É importante tomar todos os medicamentos como indicado e completar o curso mesmo se você se sentir melhor antes de terminar.
  • Repouso: Repousar é importante para ajudar o corpo a se recuperar da infecção.
  • Beber muito líquido: Beber muita água e outros líquidos pode ajudar a prevenir a desidratação e a manter as secreções respiratórias mais fluidas.
  • Evite fumar: Fumar pode piorar a pneumonia e dificultar a recuperação.
  • Mantenha uma boa higiene: Lavar as mãos com frequência e cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar pode ajudar a prevenir a disseminação da infecção.
  • Siga as instruções do médico: Seu médico pode prescrever outros cuidados, como fisioterapia respiratória ou uso de inaladores, para ajudar a tratar a pneumonia.

Lembre-se de informar ao seu médico se você tiver sintomas graves ou se piorarem. Algumas pessoas podem precisar de hospitalização para tratar a pneumonia.

Assim como com qualquer doença, reforçamos: a prevenção é o melhor e maior remédio. Caso não tenha recebido nenhuma das doses citadas, não perca tempo e procure as vacinas mais próxima de você!

Redação BuscaVacinas
Redação BuscaVacinas

Falamos sobre Vacinação, Dicas de Cuidados com seus Pequenos e Informações utéis para o dia a dia de mamães e papais.

Receba em primeira mão ofertas e informações sobre vacinas para bebês e esquemas vacinais de todas as idades!

    Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de nossa Política de Privacidade. Para proteger seus dados pessoais respeitamos nossa Política de Privacidade. Ao seguir com a navegação e visita, você concorda com nossas Políticas.